Achados e Perdidos - Stephen King (Trilogia Bill Hodges #2)



No segundo livro da trilogia, Bill e cia se tornam personagens coadjuvantes. Bill só dá as caras na metade do livro e, por conta dos acontecimentos finais de Mr Mercedes, agora é um homem mudado. Atlético, saudável e feliz com a nova ocupação. Para mim foi excelente. Bill é um cara gente boa, mas não conseguiu me cativar. Brady brilhou no primeiro livro e agora é a vez de Morris e Peter continuarem com o show.



Morris é completamente obcecado por Jimmy Gold, personagem fictício criado pelo gênio literário John Rothstein. Descontente com o fim da história, invade a cara do escritor em busca de seus preciosos cadernos de anotações. Com o material em mãos e temendo ser capturado, enterra os cadernos e todo o dinheiro que havia no cofre de Rothstein debaixo de uma árvore. Pouco depois é preso. 


Anos mais tarde, Peter e sua família passam por graves dificuldades. Seu pai foi uma das vítimas do City Center e as discussões dentro de casa são insuportáveis para o adolescente. Até que ele encontra o baú.

O livro reluz em sua primeira parte. Os capítulos se alternam entre Morris e Peter e o leitor vai ficando tenso, pensando o que irá acontecer se Morris sair da cadeia. Morris não é um vilão tão bom quanto Brady e sua obsessão lembra bastante a de Annie Wilkes em Misery (resenha aqui), mas não deixa de ser um personagem interessante e assustador. 


Gostei muito que o autor inseriu essa história no contexto já criado anteriormente em Mr Mercedes. Se no primeiro livro pensamos apenas em quem morreu no City Center, agora acompanhamos todo o sofrimento e dificuldades de uma família que sobreviveu. Mas sem pieguice, com algumas passagens sendo tragicamente divertidas. Peter e todo o seu carinho pela irmã Tina são pura fofura <3 


O ritmo cai um pouco quando Bill finalmente aparece e a história começa a tomar novos rumos. O livro deixa um gancho do tamanho de uma âncora para o último livro da trilogia, chamado de Último Turno. Não sei se gostei do caminho que a história parece que vai tomar, mas só lendo o próximo livro para saber. Apesar de poder ser lido sem o seu antecessor, Achados e Perdidos complementa Mr Mercedes e deixa curiosidade de sobra para o Último Turno.


Essa merda não quer dizer merda nenhuma.


6 comentários:

  1. Alexandre Koenig de Freitas3 de outubro de 2016 19:16

    Oi Thalita,
    Achei muito bacana da parte do King nao ter forçado o Bill na primeira parte da estória só por ser o protagonista da série.
    Tbm gostei muito do antagonista e sua obsessão com o Jimmy Gold.
    Ao contrário de vc, adorei "o gancho do tamanho de uma ancora" deixado no final do livro. Nunca imaginei que o King fosse ir para este lado e acho que as possibilidade para Ultimo Turno são inúmeras. Estou bem curioso para conferir.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alê!
      É que eu tenho um "probleminha". Aceito numa boa histórias fantasiosas e sobrenaturais desde que elas estejam desde o inicio na trama. Como até então não havia sinal desse tipo de coisa achei meio forçado. Mas estou curiosa para saber como o mestre vai abordar isso e não vejo a hora de por as mãos no Último Turno :)
      Bjs

      Excluir
  • Luiza Helena Vieira4 de outubro de 2016 09:36

    Oi, Thalita!
    Adorei esse quote hahahahah
    Até que eles lançaram todos os livros bem rápido aqui no Brasil.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
    Participe do sorteio Halloween Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiza!
      Eles repetem isso no livro todo, pensei "Vai ter que ser essa!" huahua
      Sim, mega contente com isso. Não vejo a hora de ler o ultimo livro da trilogia.
      Bjs

      Excluir
  • Oi, Thali!
    Eu vejo essas resenhas dos livros do King e morro de vontade de ler. Acho essa trilogia bem interessante, você acha que é bom começar por ela? Vou esperar o lançamento do terceiro e ver se compro logo todos. Adorei a resenha!
    Beijos!
    Sorteio de um ano do Borboletas ❤
    Borboletas de Papel | Instagram ❤ Fanpage ❤ Twitter

    ResponderExcluir
  • Olá Aline!
    Obrigada :) Sim ele é bem bacana para começar. Tem todas as características da escrita do autor, só faltando mesmo a parte sobrenatural. Caso não faça questão dos elementos sobrenaturais ele é perfeito.
    Bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.