O Oceano no Fim do Caminho - Neil Gaiman



Essa foi uma das últimas leituras de 2016 e não poderia ter sido melhor! Gaiman criou um conto cheio de reflexões, nos fazendo mergulhar nessa história de uma forma fascinante e emocionante. Além de mostrar que, no fim das contas, sempre temos um lugar para qual desejamos retornar.

O narrador da história é um homem de meia-idade e ele está desnorteado, pois acaba de sair de um funeral e só quer dirigir sem rumo para tentar esquecer da terrível manhã que estava tendo. As estradas o levam para um lugar que não visitava há décadas: a casa em que morava aos 7 anos, a construção não existe mais, mas ali adiante no fim da estrada, uma fazenda o faz ter várias recordações da infância e de uma amiga peculiar e sua família: Lettie Hempstock.

O homem entra no terreno e encontra o lago, um lago comum e se recorda que a menina Lettie o chamava de “oceano”. A partir de então submergimos nas lembranças surreais do narrador que ocorreram naquelas mesmas terras. Quarenta anos antes, a vida do então menino era bem solitária, ele não tinha amigos, vivia com os pais, a irmã e os livros e logo após a ~fracassada~ festa de sete anos as coisas só pioraram inferno astral atrasado hahahaha. Os pais estavam passando por problemas financeiros e tiveram que alugar o quarto do menino, seu gatinho acabou morrendo, acontecimentos bizarros passaram a acontecer na vizinhança e era como se só ele notasse. Até que um dia o carro do pai é roubado e encontrado nos arredores com o inquilino morto e uma estranha mensagem. Foi aí que ele conheceu Lettie e viu que ela era diferente de tudo aquilo que conhecia.


Lettie Hempstock, vivia na fazenda no fim da estrada com sua avó e mãe, tinha 11 anos, mas só na aparência, ela era mais inteligente do que qualquer adulto que o menino já conhecera, sabia de coisas que estavam para acontecer e que há muito já acontecera, ela era astuta e incrível! A amizade dos dois é quase que instantânea, ela com sua sagacidade e ele com sua curiosidade formavam a parceria perfeita. Lettie explica ao amigo que coisas ruins estão acontecendo pois um ser antigo acha que está fazendo uma coisa boa e é sua responsabilidade resolver, mas ao confrontar a criatura uma pequena ação desencadeia uma série de problemas para ele, sua família e para a própria Lettie.

A Editora Intrínseca está de parabéns! Edição e diagramação lindíssimas! ♥

A amizade de Lettie e o rapaz, suas aventuras, medos, vilões e heróis nos fazem lembrar da nossa própria infância e de tudo que deixamos para trás. A sutileza desse livro está nos detalhes e na sua simplicidade, mas dentro de toda essa sutileza há uma infinita complexidade que a gente fica remoendo por muito tempo depois de ler. Neil Gaiman tenta nos fazer entender todo o oceano que existe dentro de nós mesmos através do narrador-sem-nome. 

Gaiman nos conduz através de uma leitura muito fluida e leve, eu fui viajando nos portais dessa história e quando vi já tinha mergulhado, o livro é fantástico! As últimas páginas são arrebatadoras de tão emocionantes, elas chegam a ser tristes. Sempre me espelho nas minhas leituras e esse livro me trouxe um tsunami de emoções de tão belo e sensível que é. Vi alguns comentários dizendo que a resenha era sobre a infância e como a enxergamos, não… Eu acredito que seja sobre o que fizemos com ela quando nos tornamos adultos! ♥

Nota: 5/5★ ♥

Nada nunca é igual. Seja um segundo mais tarde ou cem anos depois. Tudo está sempre se agitando e se resolvendo. E as pessoas mudam tanto quanto os oceanos. ~ Lettie Hempstock p. 185

 https://www.skoob.com.br/livro/324122ED363220

6 comentários:

  1. Dê, que resenha é essa, mulher?
    Amei, e nem preciso dizer que quero ler, já tá na minha lista de desejados há tempos! Ano passado eu conheci melhor o Gaiman e me apaixonei pela escrita e enredos dele, pelo criatividade desse homi que só escreve livro do babado!
    Bjin, Hel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denise Rodrigues13 de janeiro de 2017 13:56

      Helll, lindona! ♥

      Muiiitooo obrigada!! Que bom que você gostou!! Essa resenha foi difícil de sair, mas no fim gostei do resultado!
      Ahhh tenho certeza que vc vai amar, o Gaiman é muito foda! Esse ano quero ler mais uns 2 dele! Vamos ver se consigo e depois da sua resenha de Lugar Nenhum tô precisando mtooo do livro! hahaha

      Bjs! :*

      Excluir
  • OOOOOOOOI

    eu ganhei esse livro de natal de um amigo e já tô SUPER ansiosa pra iniciar a leitura, ainda mais com essa nota SUPER alta dada na resenha. Pelo que tenho visto, o autor nao deixa mesmo a desejar em nada que faz <3

    beij
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denise Rodrigues13 de janeiro de 2017 13:56

      Oiee Hellz!

      Olha, ele pode ser um pouco confuso, mas se vc parar pra ler as entrelinhas verá que é genial! O cara sabe a que veio! uahsahsuahsuahs

      Bjs :****

      Excluir

Tecnologia do Blogger.