Sobre amizade, tempo e pertencimento


Kazuo Ishiguro em um dos meus livros prediletos, “Não me abandone jamais”, diz: “(...) Nunca me passou pela cabeça que nossas vidas, até então tão intimamente unidas, pudessem se desemaranhar e separar por tamanha bobagem.
Mas a verdade é que havia marés fortíssimas nos puxando cada qual para um lado e bastou aquela briguinha para completar a tarefa. Se tivéssemos entendido isso na época — quem sabe? —, talvez tivéssemos mantido um contato bem mais próximo entre nós. ”.

Equipe ELF clicada por Vera Branco <3
Pensando nisso, esses dias encontrei um álbum de fotografias antigo, da época da escola e me peguei pensando em como o tempo passa, as pessoas e suas vidas mudam. É engraçado como a gente sempre acredita que amizades são para sempre, especialmente quando se é jovem formulando elaborados planos de um dia dividir o mesmo asilo que seus amigos de escola, numa versão turma do fundão 8.0.

Mas a verdade é que raramente uma pessoa é a mesma que um dia foi quando jovem. Eu sei o quanto eu mudei e quanto os amigos daquela época mudaram. E, por mais distintas que sejam as vidas que levamos separadas, o importante é lembrar daquelas memórias com carinho e reconhecer a importância que elas tiveram em nossa história.

E no meio dessa jornada é curioso como encontramos vidas que se juntam às nossas, pessoas que irão nos lembrar em meio a mudanças e períodos turbulentos de enxergar a felicidade nas pequenas coisas. E às vezes a gente precisa apenas daquela tarde feliz para lembrar aquilo que realmente é importante.

Para aqueles que a vida inteira sentiram-se deslocados, o sentimento de pertencimento é o maior presente que alguém pode receber. A amizade é um amor sereno.

4 comentários:

  1. Que post adorável! Tô apaixonada pelo último parágrafo, só li verdades. Estar ao lado de pessoas que nos fazem sentir a vontade e com as quais podemos ser 100% verdadeiras, não tem preço. Vocês são incríveis, dá pra notar a sintonia de vcs e desejo muitos anos de amizade pela frente!

    Beijinhos, Hel.

    Leituras & Gatices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jacqueline V. Da Silva21 de fevereiro de 2017 09:50

      Obrigada, Hel. De fato hoje estou rodeada por pessoas que me fazem bem e que não apenas aceitam mas compartilham minhas esquisitices. E no final, é isso que importa: Fazermos bem uns aos outros <3
      Bjs

      Excluir
  • O Que Tem Na Nossa Estante20 de fevereiro de 2017 22:52

    Nossa, nossa, nossa, Jack! este texto foi escrito pra mim por todas as coisas me ocorreram ultimamente! Simplesmente me atingiu em cheio. Tocante! \o/

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jacqueline V. Da Silva21 de fevereiro de 2017 09:52

      Obrigada, Mi. As vezes a gente precisa analisar as coisas e ver que nos separamos das pessoas, mas que isso é ok. Da mesma forma que com o tempo a gente vai encontrando nosso lugar.
      Bjs

      Excluir

Tecnologia do Blogger.