Star Wars Rebels


Fala, galera! Hoje vou falar de… adivinha? Isso mesmo, Star Wars!!! Surpresaaaa rsrs… Ok ok, o tema não é surpresa pra ninguém mais. Mas estou ainda na vibe Star Wars Celebration e hoje, especificamente, vou falar de um dos amorzinhos do meu coração, a animação Star Wars Rebels <3



Esse hino!!! <3
“Porque você ama tanto Star Wars, Jack?” vocês me perguntam. Boa pergunta. Os motivos são muitos, alguns já detalhados nos inúmeros posts que fiz sobre o tema aqui no EntreLinhas, mas um dos que fazem essa saga tão querida pra mim é o tamanho do universo. Eu adoro a maneira impressionante como o Universo Expandido fez da saga que eu amo algo quase infinito e com tantas possibilidades que vão muito, mas muito além da telona. Há muito mais para saber sobre Star Wars do que é possível acompanhar, há sempre mais para conhecer.

Posteres das três temporadas

Star Wars Rebels se passa entre “A Vingança dos Sith” e “Uma Nova Esperança”, tendo início 14 anos depois do Ep. III e 5 anos antes do Ep. IV, contando a história do início da Rebelião quando ainda sequer havia a famosa Aliança Rebelde. O foco da animação é a tripulação da nave Ghost que, sob o comando de Hera Syndulla, conta com a eclética equipe/família formada pelo cavaleiro Jedi foragido Kannan Jarrus, a mandaloriana Sabine Wren, o lasat Garazeb Orrelios (Zeb), o hilário astromec C1-10P (Chopper) e o novato Ezra Bridger.

À primeira vista a animação da Disney pode parecer infantil e até um pouco boba, especialmente considerando uma pequena estranheza inicial com os gráficos. Confesso que o meu real interesse não foi despertado até o final do primeiro episódio. Entretanto, a emoção e relevância da série vai crescendo a cada temporada, fazendo um link com aquilo que sabemos que acontecerá no futuro da saga.



Provavelmente uma das coisas mais legais de Rebels é a possibilidade de ver alguns dos nossos mais queridos personagens além de das telonas, como Princesa Leia, Lando Calrissian, Wedge Antilles, Bail Organa e muitos outros, resultando em alguns dos melhores episódios da série. Mas o que cativa e surpreende depois que você embarca na história é sua capacidade de fazer com que nos envolvamos com os “novos”  personagens, com os quais nos importamos mais a cada episódio e acompanhamos ansiosos a sua evolução a cada temporada. Rapidamente é criada uma ligação com cada membro da equipe Ghost, que vão sendo extremamente bem desenvolvidos ao longo da série e ganhando espaço em nossos corações de fãs.

#GirlPower
Feminista que sou, um daqueles milhares de motivos pelos quais eu amo Star Wars são as fortes personagens femininas, que inclusive vêm crescendo junto à saga e ganhando cada vez mais destaque. Rebels dá um show nesse quesito. Sem sombra de dúvidas, minhas personagens prediletas da animação, e ouso dizer que estão abrindo espaço no meu Top 10 da saga, são Ahsoka, Sabine e Hera. Elas são o tipo de heroínas que eu queria ter conhecido quando criança.

Ahsoka Tano, faltam palavras para descrever essa perfeição de personagem!

Hera, uma das melhores pilotos de todo o Universo Star Wars e um exemplo rebelde.

Sabine, artista e guerreira mandaloriana, rainha das tretas ♥

Mais um motivos para eu ser fã de Rebels é que a série trouxe um dos mais reverenciados personagens do antigo Universo Expandido para o novo cânon da saga, o brilhante Grão Almirante Thrawn, criado pelo querido autor Timothy Zahn na consagrada Trilogia Thrawn que integra agora o universo Legends. Eu adoro o personagem e resenhei toda a trilogia aqui no blog, então literalmente soltei um grito quando Zahn, a quem eu stalkeio eventualmente, oficializou em seu Facebook que o personagem virara cânon e integraria a animação. Eu já estava até fazendo um Funko Pop customizado do personagem, quando eles lançaram um oficial (que eu já comprei o/).

Que vilão!!!! *-----*
Star Wars Rebels é uma animação que eu recomendo com Força (badum tssss) a qualquer fã da saga. Realmente vale muito, muito a pena mesmo. Vale destacar a maneira cativante como trata das questões políticas e de guerra, bem como sua abordagem muito interessante e muitas vezes desesperadora quanto à tênue linha entre o lado luminoso e sombrio. Ser fã de Star Wars Rebels me fez aproveitar ainda mais os filmes clássicos, bem como os novos filmes e o novo universo que ainda está se desenrolando frente a nossos olhos esperançosos. Star Wars Rebels é um exemplo de como o Universo Expandido nos leva além e faz dessa uma das maiores sagas de todas as galáxias.

A série terminou agora de maneira sublime sua terceira temporada e volta para a quarta e última temporada nesta primavera (provavelmente outubro). Para quem já terminou, sofram esse hiato com esse trailer do caral8#@ caramba! E que a Força esteja com vocês.



Dicas e Curiosidades

  • Pelo menos três dos easter eggs de Rogue One são de Rebels e um deles, bem simples e quase imperceptível, me fez surtar de verdade no cinema. Todos gerando muita especulação entre os fãs da animação.
  • Quem assistiu a série já começou a fazer ligações e especulações com o recém lançado teaser trailer do Episódio VIII: Os Últimos Jedi.
  • O aclamado episódio final da segunda temporada tem um do momentos mais épicos do Universo de Star Wars e me levou às lágrimas.
  • Uma dica bem legal, em especial para quem vê a série, é ler a HQ “Kanan: O Último Padawan". Trata-se de uma minissérie em cinco edições que conta o passado de Kanan, então conhecido como Caleb Dume, o jovem Padawan da Mestre Jedi Depa Billaba. É enriquecedor para compreender o personagem e também para entender melhor como foi a execução da Ordem 66. Uma das minhas HQs prediletas do novo cânon que recomendo a todos, a minissérie pode ser encontrada na HQ Star Wars, entre as edições #2 e #6, publicada pela editora Panini.

2 comentários:

  1. Luiza Helena Vieira24 de abril de 2017 07:48

    Oi, Jack!
    Nossa! Não sabia dessa série de Star Wars. Vou aproveitar esse hiatus imenso e ver se assisto. Adorei a dica.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jacqueline V. Da Silva25 de abril de 2017 15:25

      Oi, Luiza. Veja sim que vale muito a pena (meu amor transborda, claramente rsrs). E dá uma visão bem legal da saga.
      Bjs

      Excluir

Tecnologia do Blogger.